Resenha: Porque você não deve ler Convergente?

postado em: Cultura, Livros | 9

 

Sabe quando você cria expectativa em relação a historia, mas no final ela te decepciona? Então. Convergente! Rs
Por que você não deve ler Convergente?

 

A Formula Mágica da Fortuna

A história da Saga Divergente possui uma formula que vem dando certo nos últimos tempos, conquistando muitos corações jovens e sadios e muitos milhões. Basicamente a formula sugere: Um herói  + Um mundo pós-apocalíptico + Romance + Revolta Política + Magia/Tecnologia Extremamente Avançada. Porque raios então você não deve ler Convergente? Vamos lá:

 

Falta de Tempo Para Amar os Personagens

Diferente (ou será que deveria dizer divergente? RS), de outras sagas devo admitir que essa não me surpreendeu positivamente, e não somente porque Tris, a personagem principal falece, desfalece, morre morridinha da silva no final, (tenho certeza que a Veronica Roth teve que reunir muita coragem e determinação para sacrificá-la)  mas de que maneira isto sucede. No final de Divergente temos diversas mortes, que considerei desnecessárias e rápidas demais, logo eu já pressenti que seria um frenesi. O problema é que os personagens mal tiveram tempo de solidificar vida, ganhar importância antes de morrer por motivos pouco convincentes.  (Não decorei nem o nome de todos)

 

Insurgente Revela o que Todo Mundo já Sabia

O que acontece em Insurgente é na verdade uma enrolação sem tamanho, onde no final é revelado o que todos já sabiam, ou pelo menos suspeitavam, confessem. Existem ainda algumas partes boas neste segundo livro, como todo o drama da quase morte da Tris, ela ficar louca e todo o resto, mas o livro enche muita linguiça pra revelar o que já era esperado.

 

Romance Pré Adolescente

Primeiro já devo ter passado da fase de apreciar romance entre virgens, porque todas as partes de Tris e Quatro em Convergente me enjoaram, já não tinha nenhuma paciência, não parecia mais algo crucial, mas sim algo fútil, o que me chateou porque em Divergente eu apreciei muito a forma que eles começaram, e até curtia esse lance deles, quase me apaixonei pelo Quatro, quase. Infelizmente depois que questões tão superiores a eles, que surgiram eu esperava um pouco mais de amadurecimento, e menos brigas desnecessárias e mais compreensão. Alô nosso mundo é uma mentira, vamos discutir como crianças agora, até que eu morra. De fato concluo neste parágrafo que estou velha.  

 

Convergente com Porra Nenhuma

Ao contrario de Insurgente, Convergente releva muito mais do que esperamos, com toda a ideia de “Big Brother”, e mãe espia super secreta, diário, ciência e controle… Quase passei a apreciar o livro, quase. Nesse momento senti raiva da Veronica Roth, afinal de contas porque demorou tanto para expor os problemas em Insurgente e depois deixá-los sem uma solução viável e aceitável no final, porque ela não explorou a historia mais um pouquinho? Para completar, nossa heroína morre, e sim isso torna as coisas mais fáceis na vida de muita gente, mas não muda o mundo, não resolve os problemas, na verdade, se varre tudo para debaixo do tapete, portanto os livros não exploram nem o mundo criado com as facções e nem a resolução dos problemas, e também não enalteceu a heroína que no final virá pó.

 

O Filme é Bom

Por que você não deve ler Convergente?

 

Apesar dos pesares (risos) a base da historia é solida o suficiente pra ganhar o investimento de vários tios ricos, e ir parar nas telonas. O que mostra que esses meros fatos “opiniáticos” nada interferem na vida pacata e feliz de quem concorda e ama a saga. A meu ver é uma adaptação muito bem feita (raridade), que sinceramente adorei! Mas infelizmente sei que independente da dedicação dos roteiristas e diretores, Insurgente e Convergente, não serão meus filmes favoritos.

 

Share
Seguir Luma Fachini:

desbravando, explorando e curiando, tornando o mundo cada dia mais meu.

  • Talitha Ribeiro

    Assim ó: acho que esse blog vai dar o maior bafafá!

    • Luma Fachini

      Mamilos são polêmicos, e eu também sou HAHAHA, Obrigada pelo apoio Thali 🙂

  • Bianca Rosa Hurtado

    Adorei o blog, sua opinião, adorei tudo. Parabéns 😉 O meu blog tb ta no comecinho tem muita coisa pra melhorar e é bem diferente do teu mas passa lá e da um like http://cantinhodabibina.blogspot.com.br/ :*

    • Luma Fachini

      Oi Bianca, obrigada primeiramente. Adorei o seu blog também, já tive um blog de sentimentos, mas nunca o divulguei porque sei que não ia conseguir continuar escrevendo nele haha, muito corajosa você, boa sorte com a sua escrita!

  • Helô Andrade

    Se me perguntassem, eu também diria para não lerem Convergente. Mas diferente de você, é porque eu achei super mal feita essa história de “Genes Danificados” e tudo mais. E realmente, aquelas briguinhas da Tris e do Quatro já estavam enchendo o saco desde Insurgente.
    Mas gostei da maneira como ela descreveu a primeira vez que eles fizeram sexo. Tipo, a minha sobrinha de 13 leu esse livro, então achei bom que foi uma coisa bem sutil hahahaha

    adorei o blog, está lindo!

    • Luma Fachini

      Oi Helô, entendi o seu ponto de vista também, acho que em relação ao romance eu já passei desta fase mesmo haha.

      Obrigada por participar, espero que continue curtindo os novos posts 😉

  • Guest

    Teste

  • Ana Carolina Corrêa Marques

    É bom poder ver várias opiniões e o ponto de vista de cada um. Estou lendo o livro agora e fiquei triste ao saber que Tris acaba morrendo. Estava muito ansiosa pra ver o filme que estréia em março, espero que não seja decepcionante e que mesmo com a morte de Tris eles saibam dar um clima emocionante ao filme. Agora prefiro acabar de ler para tirar as minhas próprias conclusões e obrigada por mostrar a sua! ❤

  • Sabrina

    Conheci a Saga no ano passado, e resolvi comprar os livros este ano, depois de ter assistido os dois primeiros filmes, então, imagina o tamanho dessa minha decepção. Tava procurando na internet pra ver se o problema era com a minha interpretação, mas não. rs Concordo com TUDO que você disse, e acho que os tios ricos arrasaram na mudança certa ao filme, tem muita coisa desnecessária, a decepção começa que no filme eles colocam o Quatro como o cara que faz diferença, nunca que ele parece ter 18 anos, eles não brigam, é o que faz (quase) nos apaixonarmos por ele, parece um romance solido, onde apesar da teimosia da Tris ele está ali, sempre. Mas no livro não tem nada disso, acho que não foi ver os filmes antes que me fizeram ter essa decepção, achei a Verônica muito viajada, mesmo se nunca tivesse assistido nenhum filme. Verônica, venha cá vamos conversar, conte-me seus problemas, porque fez isso conosco? Enfim, com coração apertado digo que prefiro os filmes e o Theo James. haha Beijos :*